Edit Content

Agência de Marketing Digital

[instagram-feed feed=1]

Contato

Como fazer Marketing Jurídico?

Institucional

Mesmo com os limites impostos pelo Código de Ética da OAB ainda é possível que o advogado use o marketing jurídico a favor da divulgação dos serviços prestados pelo seu escritório de advocacia.

Agora, veremos na prática as diferentes estratégias que são permitidas ao Advogado:

Marketing Jurídico Offline

Tudo que o advogado faz fora da internet, ou seja, desde uma entrega de cartão em um evento social até a participação e divulgação em palestra de evento jurídico e até mesmo publicação de artigos e anúncios em revistas jurídicas, por exemplo.

Cabe atenção especial a participação em eventos que não sejam de caráter jurídico e que guardem relação com a chamada “venda ou propaganda casada“, a OAB veda ao Advogado a exposição de serviços jurídicos em canais considerados impróprios.

O marketing de relacionamento está presente no dia a dia de todos os advogados e, geralmente é uma habilidade fundamental do gerador de negócios de um escritório de advocacia. Cabe a ele estar presente em eventos, construir um networking de peso, cuidar para que clientes antigos sempre estejam satisfeitos e bem assessorados, buscar parcerias com outros escritórios especializados em diferentes áreas jurídicas, entre outros.

Por fim, o famoso boca-a-boca ou “marketing de recomendação” tem sido a principal ação de marketing jurídico desde o início da profissão do advogado e, ainda é um dos maiores geradores de negócios para escritórios de advocacia.

Marketing Jurídico Digital

O Marketing Jurídico Digital é composto pelas ações passíveis ao Advogado na internet, ou seja, nos meios digitais. Este termo ganhou força nos últimos anos em razão do aumento expressivo no acesso à internet pelos mais diversos públicos, superando o tradicional “marketing off-line”.

A título de informação, pesquisas apontam que os investimentos em mídia digital já ultrapassaram a barreira dos 60% em comparativo aos grandes veículos que sempre dominaram o chamado setor “off-line”, a exemplo dos grandes canais de televisão e rádios.

Redes Sociais para Advogados

O marketing jurídico também está muito presente nas redes sociais, uma vez que elas aumentam a visibilidade para o escritório de advocacia. De forma simplificada, existem duas formas de usar as redes sociais na Advocacia, optando por uma página profissional comumente chamada de “Fanpage” ou utilizando de forma conjunta o seu perfil pessoal.

Quando o advogado opta por uma página pessoal, as chances de alcançar maior envolvimento e reconhecimento com o público aumentam, influenciado principalmente pela percepção de proximidade com o público, consumindo informações que você compartilha, respondendo dúvidas, orientando e atualizando sobre assuntos relacionados a sua área de atuação.

Um ponto de conflito na escolha do perfil pessoal ocorre quando o escritório apresenta um ou mais sócios que preferem um posicionamento mais amplo e sem um vínculo exclusivo nas publicações de apenas um Advogado. Nestes casos, a orientação é que os Advogados encontrem um consenso entre publicações condizentes para o escritório x pessoa física de cada sócio, tais como opiniões sobre determinados temas, participação em eventos, exposição pessoal em viagens e afins.

Ao optar por uma rede social com foco no escritório de advocacia ainda é preciso ter um canal de comunicação aberto com os seguidores e estimular a interação, mas também é possível usar essa página como parte inicial do funil de vendas e usar os posts das redes sociais para direcionar os usuários ao site do escritório de advocacia, estreitando o relacionamento com esse possível cliente por meio de mais conteúdos qualificados e ferramentas de comunicação como o plug-in do WhatsApp.

Marketing Jurídico Instagram

Atualmente as ações de Marketing Jurídico no Instagram estão entre as mais buscadas pelos Advogados. O aumento ocorre principalmente pelo expressivo número de Advogados tornando-se referência em Marketing Jurídico ao conseguirem atingir um número relevante de seguidores.

A percepção pelos Advogados que não desfrutam desta “autoridade” na rede, é a sensação de que o número de seguidores está diretamente relacionado à geração de negócios para o escritório, o que infelizmente não procede nesta mesma proporção.

A verdade é que as redes sociais na Advocacia servem muito mais para reforçar a credibilidade do Advogado, do que como uma fonte de novos negócios recorrentes (haja visto as estatísticas compartilhadas no início deste conteúdo a partir dos grandes escritórios).

Um ponto importante sobre o Instagram é a “difícil” relação com o que é permitido pela OAB aos Advogados (conteúdo orientativo e/ou consultivo), tendo em vista que no Instagram a imagem é o que faz a diferença e recebe principal atenção e, neste caso, a parte textual da publicação acaba passando despercebida.

A recomendação para evitar possíveis punições frente ao código, é produzir pequenos vídeos com instruções simples ao seu público-alvo, certamente o seu engajamento será bem superior e irá favorecer a construção dos seus relacionamentos na rede.

LinkedIn para Advogados

Certamente o LinkedIn é uma das redes sociais que mais favorecem o trabalho de Marketing Jurídico. Isso porque, o LinkedIn se posiciona de forma semelhante ao que é permitido para os Advogados (ser consultivo e orientativo na publicidade). Diferentemente do Instagram, no LinkedIn o conteúdo é mais valorizado e o público-alvo está mais disposto a consumir informações relevantes.

Outra característica do LinkedIn é possibilitar um filtro de pesquisa que viabilize encontrar o seu público-alvo a fim de criar sua rede de relacionamentos. Por exemplo, para os Advogados Empresariais, é possível filtrar empresas em sua região, determinar o cargo ou função da pessoa, e até mesmo identificar o porte da empresa (através do vínculo de funcionários ou da fanpage que exibe o número de colaboradores).

Uma dica valiosa é focar suas publicações em um assunto que guarde relação com a sua rede de relacionamentos que está sendo construída, de modo que você se torne “interessante” e não apenas “interesseiro” ao solicitar novas conexões de amizade.

Google Ads para Advogados

O Google Ads é uma das principais portas de entrada para retorno rápido aos Advogados. Isso porque, é a forma mais rápida de aparecer como “advogado trabalhista em São Paulo” no topo do Google sem ter que esperar que o algoritmo reconheça a autoridade do seu site e posicione seu escritório de forma orgânica, ou seja, gratuita.

Uma das maiores dificuldades dos Advogados é compreender o funcionamento da ferramenta e a forma de se obter resultado a partir dos anúncios, para tal, apresento de forma resumida os 3 principais indicadores que recomendo você focar na sua fase inicial de familiarização com a ferramenta:

1. Impressões – em resumo, é a quantidade de vezes que houve exibição do seu anúncio a partir das palavras-chave adquiridas. A lógica é simples, se houver poucas impressões, as palavras-chave escolhidas podem não apresentar um resultado de pesquisa significativo, ou o valor que você está oferecendo por palavra-chave está abaixo do que está sendo praticado pelo mercado.

2. CTR – é basicamente o número de impressões x cliques no seu anúncio, ou seja, quantas vezes ele foi exibido e quantas pessoas clicaram nele. Feedback: um CTR considerado razoável é a partir de 10% do total de impressões, ou seja, se a sua campanha não está entregando este percentual, sugiro que valide novas formas de anúncio seguindo as recomendações da própria ferramenta.

3. Indicador negocial – no fim, o que importa é saber quantas pessoas de fato entraram em contato com o seu escritório, certo? Pois bem, registre em uma folha de papel, planilha, utilize ferramentas de alta performance como Google GTM, enfim, existem várias formas de você mapear e medir os resultados a partir de ajustes e validações que serão necessárias.

Marketing de Conteúdo para Advogados

Marketing de Conteúdo é uma das estratégias de marketing jurídico mais bem vistas pela OAB, isso porque por meio dela o advogado oferece conteúdos informativos e orientativos sobre a legislação brasileira por meio de textos em blogs e/ou redes sociais, vídeos no Instagram ou YouTube e até mesmo áudios em Podcasts.

Para iniciar uma estratégia de marketing jurídico baseada no marketing de conteúdo é muito simples. O primeiro passo é definir a persona ou o “job to be done”, ou seja, para quem o advogado vai escrever e o problema de quem ele pretende resolver.

O maior retorno nas ações de Marketing de Conteúdo para Advogados se concentra no Google, isso porque é lá que mais de 93% das pessoas buscam diariamente respostas para questões jurídicas e, diga-se de passagem, são mais de 100 milhões de buscas mensais.

Após publicar no seu site, é possível disseminar partes deste mesmo conteúdo nas redes sociais, de forma convidativa ao seu público-alvo para consumir o conteúdo na íntegra.

Essa estratégia também é chamada de Inbound Marketing Jurídico e funciona muito bem para advogados, tendo em vista que o volume de pessoas procurando por respostas para diversas questões jurídicas é bastante expressivo na ferramenta.

E-mail marketing para Advogados

Muitos acreditam que o envio de e-mail marketing ou “mala direta” é uma estratégia ultrapassada, mas a verdade é que feita da maneira certa pode ser muito útil para os escritórios de advocacia.

Um ponto fundamental é compreender a limitação prevista no código de ética ao ressaltar a já conhecida “política anti-spam”, na qual é vedado ao Advogado o envio de mala direta para clientes que não assinaram a sua newsletter ou compartilharam o desejo expresso de receber mensagens do seu escritório.

Um dos erros comuns presente principalmente nos grandes escritórios, é a falta de classificação do mailing por área de interesse e outras semelhanças, de modo que o conteúdo enviado guarde relação com situações que realmente sejam de interesse do seu público.

O efeito negativo é o chamado “spam” do seu e-mail, na qual o destinatário por falta de conexão com os assuntos enviados, informa ao software de e-mail que não há mais interesse no recebimento de mensagens oriundos do seu escritório, justamente por não atender os seus interesses.

Youtube para Advogados

Os chamados “Youtuber de Direito ou Advogado Youtuber”, se posicionam de forma promissora ao explorar os benefícios da rede social com maior volume de acessos mensais no Brasil (ultrapassando o Facebook que em 2019 detinha a 1ª posição com + de 130 milhões de acessos mensais).

Entre as vantagens do Youtube para os Advogados, além do alcance que é possível obter com a publicação dos vídeos (gerando por consequência novas oportunidades de negócio), também destacamos a possibilidade de criar um “portfólio de procedimentos e respostas padrões” que podem auxiliar no dia a dia do seu escritório.

Exemplo: supondo que você receba com frequência a pergunta “como funciona o processo de divórcio extrajudicial, qual é o passo a passo?”. Ao gravar um vídeo explicando, servirá de padrão para a sua equipe e, também para envio aos potenciais clientes, tornando mais ágil e padronizado o seu processo de orientações.

Podcast para Advogados

O Podcast na Advocacia ainda é considerado uma mídia pouco explorada e com grande potencial de fortalecer e propagar a imagem do seu escritório. Uma das grandes diferenças deste tipo de mídia, se caracteriza não somente pelo formato de áudio, mas, principalmente, pelo tempo médio de engajamento do usuário a depender do tamanho do episódio, na média de 20 a 40 minutos.

Entre as formas de gravar o episódio, destacamos as duas mais tradicionais:

1) Formato entrevista, na qual o Advogado pode utilizar como “gatilho” para conseguir convidados e fomentar sua rede de relacionamentos. Exemplo: se o Advogado é especialista em Direito Empresarial, poderá utilizar como “desculpa” entrevistar um Advogado atuante no corpo jurídico de uma grande empresa.

2) Formato “monólogo” ou interno. Neste modelo, o advogado comumente grava episódios sozinho ou com pessoas que fazem parte do seu escritório, compartilhando insights e orientações jurídicas com base na matéria que domina e tem interesse em propagar e fortalecer sua imagem. Agora que você já conhece as limitações da OAB e as formas de marketing jurídico disponíveis no mercado para o seu escritório de advocacia, vamos apresentar algumas ferramentas complementares de marketing jurídico que podem auxiliar a divulgar os serviços do seu escritório de advocacia.

Publicações recentes​

Tags : 

Mauricio Haola

AUTOR

Mauricio Haola, fundador e CEO da LuHao Marketing Digital, iniciou sua trajetória empreendedora na área de tecnologia em 2014. Com a experiência adquirida, criou em 2017 a LuHao, agência de marketing digital especializada em escritórios de investimentos. Com visão estratégica e foco na entrega de soluções personalizadas, a LuHao tem se destacado no mercado e conquistado a confiança de seus clientes. Mauricio é um líder inspirador e dedicado ao sucesso de sua equipe e clientes.

Outros artigos recentes

Transforme Cliques em Clientes: O Poder do Inbound Marketing!

Transforme Cliques em Clientes: O Poder do Inbound Marketing!

Descubra o poder do Inbound Marketing para transformar cliques em clientes. Estratégias, dicas e insights para geração de leads

Geração de Oportunidades de Negócio: Um Guia para Donos de Empresas Médias

Geração de Oportunidades de Negócio: Um Guia para Donos de Empresas Médias

Descubra estratégias de Geração de Leads para transformar oportunidades em sucesso para empresas médias. Torne o crescimento uma realidade!

5 Segredos do Tráfego Pago que os Especialistas Não Contam

5 Segredos do Tráfego Pago que os Especialistas Não Contam

Descubra os 5 segredos do tráfego pago que impulsionam seu negócio. Otimize sua estratégia com insights de especialistas em inbound…

Agência de Marketing especializada em Inbound Marketing.

digital-marketing-strategy-N7XCHV3.jpg
Subscribe to get 15% discount
× Como posso te ajudar?